Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Início / Serviços Públicos / GCM / Comandante da GCM de Osasco fala sobre o 3º lugar das Guardas Municipais em pesquisa CNT/Sensus-Ibope

Comandante da GCM de Osasco fala sobre o 3º lugar das Guardas Municipais em pesquisa CNT/Sensus-Ibope

O comandante da Guarda Civil Municipal (GCM) de Osasco e presidente do Conselho Nacional das Guardas até agosto deste ano, após 4 anos no cargo, Gilson Menezes, comenta pesquisa realizada pelo CNT/Sensus-Ibope e publicada com exclusividade pela revista Carta Capital na edição do mês de outubro, que mostra o nível de credibilidade das instituições públicas do Brasil.

O ranking, formado por 11 grupos estatais, apontou as Guardas Municipais na terceira colocação, com 43% de aprovação popular. “Levamos o modelo de gestão de sucesso de Osasco e do prefeito Emidio para todo Brasil. O resultado da pesquisa mostra a boa formação das guardas. A grande surpresa é estarmos em terceiro lugar à frente das polícias Civil e Militar, que são instituições muito respeitadas”, disse.

O comandante, que atualmente é coordenador do Gabinete de Gestão Integrada Intermunicipal da Região Oeste, que abrange 14 municípios, chamou a atenção para os dados apresentados sobre a Guarda. “Esse apontamento mostra que está na hora dos representantes da classe política ouvirem mais ainda o povo e colocar em votação no Congresso a regulamentação da atividade das Guardas Municipais. Se houver a regulamentação, podemos melhorar ainda mais a qualidade dos serviços de segurança pública no país. No momento em que for definido de forma clara e transparente o verdadeiro papel das guardas municipais no cenário nacional, teremos o mesmo perfil de trabalhadores atuando na mesma linha e com a mesma formação profissional e padronização”, defendeu.

Gilson também ressaltou o andamento da regulamentação das guardas. “Quando a sociedade brasileira diz, por meio de uma pesquisa, que confia na Guarda isso é prova de credibilidade. Temos um trabalho em andamento da regulamentação do trabalho da guarda municipal conduzido pela secretária Nacional de Segurança Pública, Regina de Luca Miki, e acreditamos que até o início do ano que vem a regulamentação deve ser enviada pela presidente Dilma para o Congresso Nacional. A pesquisa soma-se a esses esforços e sela qualquer dúvida sobre a aprovação da regulamentação”, reforçou.

O comandante ainda ponderou os aspectos que diferenciam as guardas das demais forças de segurança no país. “Um dos motivos da sociedade brasileira avaliar bem a Guarda é que ela trabalha de forma contundente com baixa letalidade. A população observa o Guarda trabalhando na rua, prendendo criminosos e fazendo atendimentos sem usar muito a arma enquanto outras corporações se utilizam demais da arma de fogo” avaliou.

“Atualmente as guardas civis municipais têm corregedorias autônomas e independentes, o que permite a aproximação do cidadão dos guardas e ao mesmo tempo quando há um desvio de conduta há uma apuração muito rápida e assim podemos dar uma resposta dinâmica à sociedade, fator que confere alto grau de confiabilidade e credibilidade”, completou.

Ele também explicou como a população deve ajudar a qualificar ainda mais os serviços de segurança pública em âmbito municipal. “As pessoas não devem cobrar apenas o prefeito, até mesmo porque ele tem suas limitações legais. O chefe do Executivo deve contatar o deputado e senador da sua base aliada para forçar com que o Congresso apóie o quanto antes da regulamentação das Guardas municipais. A PEC 534, que amplia a autonomia das Guardas, precisa apenas de duas votações para ter validade e está parada no Congresso”, argumentou.

Gilson ainda detalhou o caminho para a mudança na lei. “Precisamos neste momento de um pouco mais de respaldo constitucional e isso vem por meio de aprovação no Congresso. Como a pesquisa mostra que a população quer nos ajudar e quer ter uma polícia municipal mais próxima e mais atuante, o cidadão deve cobrar seu representante para que as mudanças sejam aprovadas o quanto antes em âmbito legislativo”, declarou.

De acordo com o comandante, existem 756 Guardas Municipais em atuação com 85,4 mil homens em operação em todo país. Para ele, esse número será majorado em breve. “A pesquisa irá incentivar que muitas cidades criem guardas municipais e os prefeitos irão investir ainda mais naquelas já criadas. A pesquisa derruba por terra a velha discussão do guarda municipal ser ou não um legítimo agente de segurança pública”, encerrou.

A lista da pesquisa CNT/Sensus-Ibope apontou ainda como a instituição com maior credibilidade as Forças Armadas, com 63% da aprovação popular. Em segundo lugar está a Polícia Federal, com 60%. A análise foi dividida em três aspectos de qualificação: ótimo/boa, regular, ruim/péssimo.

Ainda sobre a pesquisa, a tabela tem a seguinte classificação: 4º Governo Federal, 5º Governo Estadual, 6º Polícia Civil, 7º Polícia Militar, 8º Prefeitura, 9º Agentes Penitenciários, 10º Justiça/Poder Judiciário e 11º Congresso Nacional.

Ranking de aprovação popular das instituições

1º Forças Armadas 63%

2º Polícia Federal 60%

3º Guarda Municipal 42%

4º Governo Federal 41%

5º Governo Estadual 38%

6º Polícia Civil 35%

7º Polícia Militar 34%

8º Prefeitura 33%

9º Agentes Penitenciários 30%

10º Justiça/Poder Judiciário 30%

11º Congresso Nacional 23%

Além disso, verifique

GCM de Osasco e Polícia Militar apreendem jovens em assalto no bairro Vila Yara

Na terça-feira, 14 de maio, a GCM de Osasco (Guarda Civil Municipal), com o apoio …

um comentário

  1. Acho que o Ex presidente da instituição e admirável guarda civil Sr. Gilson Meneses deveria apenas falar da Guarda que ele comanda em Osasco pois como presidente do conselho foi péssimo e arrogante a ponto de na ultima reunião promovida na cidade de Novo Hamburgo dizer: ” este evento não é de Guardas e sim de comandantes de Guardas” faltou ele dizer que os guardas apareceram em 3º lugar nas pesquisas não por conta do conselho a qual ele foi presidente e sim pelos bons serviços prestados pelos Guardas Municipais pelo Brasil a fora que ele se quer reconheceu em Novo Hamburgo/RS, abomino a arrogância de homens que no intertiçio de poder  buscam anseios interesseiros e falam como se fossem o mundo silenciado por eles.
    Parabéns a democracia; parabéns aos anônimos Guardas Municipais do Brasil a fora. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.