Secretaria de Educação de Osasco faz abertura do ano letivo de 2011

Por victa - qua fev 02, 5:44 pm

A Secretaria de Educação de Osasco reuniu na quarta-feira, 26 de janeiro, no Centro de Formação dos Profissionais de Educação, os gestores da rede municipal e funcionários da secretaria para a apresentação do Guia Pedagógico Planejamento 2011, preparado pelo diretor de educação, Alcir Caria, com o calendário de ações e movimentos previstos para todo o ano.

A secretária de Educação, Mazé Favarão, ministrou a aula inaugural, destacando os avanços que a cidade conquistou nos últimos anos no setor. Ela ressaltou a importância de ter uma sede própria e dos inúmeros projetos que, ao longo dos anos, vêm sendo implantados, como: Ciência Hoje, Escola vai para Casa, Projeto Escolinha do Futuro e Lego Educacional, entre outros.

Outra ação da secretaria que também mereceu destaque é a implantação dos Conselhos de Gestão Compartilhada (CGC), que neste ano promovem nova eleição para o que, segundo Mazé, sejam propostas mudanças na atual legislação. “A experiência de reunião mensal nos fez ver que será preciso reavaliar. Propomos que seja bimestral”, avaliou.

E as novas iniciativas não param por aí. A Secretária informou também que nesse ano será apresentada a proposta de um novo regimento interno para a rede. Mazé falou com grande entusiasmo sobre o sucesso da participação da rede na Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP), o que estimulou a realização de um concurso envolvendo os profissionais da rede e os alunos.

Na apresentação das ações, os destaques foram para as discussões sobre o novo Plano Municipal de Educação. “Ele terá como base o Plano Decenal Nacional e contaremos, novamente, com a assessoria do Instituto Paulo Freire”, disse. Outro destaque foi o tema do dia 7 de setembro de 2011. “Esse ano não será diferente dos outros, teremos muita coisa a fazer e agora com um tema ainda mais inspirador: Literatura: arte em palavras”, disse a secretária.

Durante a aula, Mazé apresentou o Carrinho Literário, que contém livros com temas diversificados que ampliarão o acervo das unidades educacionais, inclusive das creches, chamando a atenção para a coleção “Sexo contado às crianças”, que orienta professores e pais a abordar esse tema tão delicado e importante para a vida dos futuros jovens da rede. “Os livros são e devem ser usado principalmente pelas crianças. Livro é para ser lido”, conclui Mazé.

Insira um comentário


5 − = 2