Início / Esportes / Vôlei / Emidio afirma que projeto de vôlei feminino profissional não vai sair da cidade

Emidio afirma que projeto de vôlei feminino profissional não vai sair da cidade

163-leandro-palmeira-3Em entrevista coletiva concedida à imprensa na tarde da quinta-feira, 23, o prefeito de Osasco, Emidio de Souza, falou sobre a retirada do patrocínio para o vôlei feminino da cidade, por parte do Finasa, empresa do grupo Bradesco, que nos últimos 13 anos foi parceira do município no projeto. Durante a manhã do mesmo dia ele esteve reunido com o presidente do conselho do Bradesco, Lázaro de Mello Brandão e com o presidente da empresa, Luiz Carlos Trabuco Cappi, tentando persuadi-los a reconsiderar a decisão.

“A reunião foi muito objetiva e acredito que a diretoria do Finasa esteja ponderando seriamente a possibilidade de reconsideração”, disse Emidio, que afirmou ainda ser possível que a cidade busque novos patrocinadores para manter o projeto. “A preferência é pelo Finasa”, esclareceu, explicando que levou um leque de propostas aos diretores, como a transferência do patrocínio para o próprio Bradesco ou para outras empresas nas quais o Banco tenha participação. “Argumentei o quanto é inconveniente a extinção do time, não só para Osasco, mas para o esporte no Brasil. A dimensão que a repercussão negativa tomou, também causou impacto neles”, disse.

163-leandro-palmeira-6Lamentando não ter ainda uma solução concreta, Emidio disse que esperava obter uma resposta para o assunto “nas próximas horas”. “Pedi que o Finasa fosse breve na resposta, para preservar o time de desmantelamento”, explicou.

Empenho – De acordo com Emidio de Souza, a prefeitura está fazendo todos os esforços que pode para que o projeto continue no município. Ele defende que a parceria com o Finasa só deu alegria à cidade, pela projeção que deu ao nome de Osasco e pelo time vitorioso que a torcida sempre teve orgulho de defender.

“A prefeitura cumpriu integralmente com todas as contrapartidas previstas em contrato, como a destinação de ginásios de esporte para o treinamento, tanto o Liberatti quanto outros. Também está sendo construído, com término previsto para daqui a 30 dias aproximadamente, o novo centro de treinamento do Finasa”, disse o prefeito, afirmando ainda que cancelou as demais atividade de sua agenda para dedicar todo a quinta-feira à batalha pela manutenção do time na cidade.

Questionado a respeito da possível ida da equipe para a cidade de Barueri ou para o Botafogo (clube do Rio de Janeiro), Emidio disse que o nome do Osasco junto ao vôlei feminino tem peso e prestígio. “Se continuar o patrocínio, o time será mantido em Osasco e não vai para outras cidades”, assegurou.

Quanto ao projeto social que o Finasa afirmou que irá manter em Osasco, para o treinamento de meninas nas categorias de base, Emidio disse acreditar que será mantido. “Mas o projeto que leva de verdade o nome de Osasco é o profissional, que quando não é campeão, é vice. A final do último sábado mostrou novamente a força que nossa equipe tem. E assim como divulga o nome da cidade, faz também com o patrocinador”, disse

Além disso, verifique

Voley feminino Sollys Osasco ganha…

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Esportes, Recreação e Lazer e em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.