Início / Cidadania / Geração de empregos bate recorde em Osasco

Geração de empregos bate recorde em Osasco

Geração de empregos bate recorde em OsascoEm 5 meses, foram abertas 4218 novas vagas na cidade, das quais 991 apenas em maio, volume 115,43% maior que o registrado no mês anterior

A geração de empregos com carteira assinada continua batendo recorde em Osasco. Entre janeiro e maio desse ano, foram 4218 novas vagas, segundo levantamento do Observatório do Trabalho e Emprego, parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão da Prefeitura de Osasco e o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos).

O levantamento, realizado com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego, também mostra que, desse total, 991 novos postos foram gerados em maio, volume 115,43% maior que o contabilizado no mês anterior.

O setor de serviço liderou a criação de vagas, com saldo positivo de 367 novos postos de trabalho formais. O setor do comércio foi a segunda atividade que mais demandou trabalhadores, com saldo de 159 postos.

A pesquisa também revela que, considerando os últimos 12 meses, os resultados mensais são todos positivos, exceto dezembro.

Abril

O Observatório do Trabalho também traçou um perfil detalhado do mercado de Osasco, tendo como base os dados do Caged de abril, quando o saldo foi de 460 vagas. Já no acumulado de maio de 2007 a abril de 2008 foram gerados 9.577 novos postos.

O nível de ocupação teve crescimento de 64,9% entre abril de 2007 e de 2008. Nesse intervalo, o setor de serviços criou 291 mil novos postos (6,4%); a indústria 198 mil novos empregos (12,7%) e no agregado de “outros setores” (que inclui a Construção Civil, Serviços Domésticos, dentre outros) houve variação positiva de 1,5%, gerando 14 mil ocupações. No comércio houve crescimento no número de novos postos da ordem de 37 mil, elevação de 2,6% em comparação com igual mês de 2007.

“O crescimento dos saldos no acumulado entre os períodos de maio de 2006 a abril de 2007, bem como maio de 2007 a abril de 2008, e foi superior, em Osasco, quando comparado com a movimentação do mercado de trabalho do Brasil, bem como da região Sudeste e do Estado de São Paulo. Enquanto o país

acumulou uma variação positiva de 29,68%, a região Sudeste de 25,2% e em São Paulo alcançou a marca de 30,05%, no município essa variação foi de 109,42%”, explica a secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão, Dulce Helena Cazzuni.

“O saldo acumulado de maio de 2007 a abril de 2008 foi de 9.577 novos postos de trabalho, um crescimento no ritmo de criação de novas vagas, em relação ao mesmo período do ano passado, de 109,42%, quando foram gerados 4.573 postos”, completa.

Do saldo total registrado no mês de abril, segundo subsetores, os melhores resultados foram apresentados pelo comércio varejista (187); construção civil (163); transporte e comunicação (81) e material de transporte (65).

Quanto ao grau de instrução, as vagas geradas no município, neste período, ficaram concentradas entre os trabalhadores com 2º grau completo, seguido pelas contratações de trabalhadores com superior completo (19,57%). “Mas, no geral, esse foi um mês positivo para todos os níveis de instrução, exceto para trabalhadores com até 4ª série completa, que assistiram redução de postos na ordem de 14,78%”, analisa Dulce.

Entre maio de 2007 e abril de 2008, houve recuperação de postos de trabalho, com saldos positivos para trabalhadores analfabetos e com 4ª série incompleta até 8ª série completa.

Em relação à faixa etária, os trabalhadores mais afetados pelo processo de desligamentos foram aqueles com idade acima de 30 anos, cujas demissões tiveram papel relevante para o declínio do saldo geral apresentado em abril, com a eliminação de 124 vagas. “Já os trabalhadores com idade entre 18 a 24 anos foram fortemente beneficiados com a criação de postos neste mês, com saldo positivo de 498 vagas, 8,26% maior que o saldo total e aumento de 30,37% em relação ao saldo do mesmo período de 2007”, afirma.

Nos últimos doze meses, a faixa de trabalhadores entre 18 a 24 anos também foi a que obteve maior saldo acumulado, de 5.135 vagas, aumento de 42,3% em relação ao mesmo período entre 2006 e 2007 e 53,62% do saldo obtido de maio de 2007 a abril de 2008.

A pesquisa também mostra que, no mês de abril, o movimento de ampliação dos postos de trabalho foi favorável a ambos os sexos, com uma pequena vantagem para os homens, que conseguiram preencher 292 (63,48%) das 460 vagas ofertadas.

“Se o acumulado do período de maio de 2006 a abril de 2007 foi bom para as mulheres em relação à sua participação no mercado de trabalho, com 60,14%, o acumulado dos doze meses seguintes inverteu essa tendência, favorecendo os homens, que passaram a ocupar 53,43% do total de vagas. No período analisado, o aumento do saldo de empregos para os homens foi de 2,8 vezes, enquanto para as mulheres foi de apenas 1,62 vezes”, acrescenta.

Ainda no mês de abril, os pequenos estabelecimentos apresentaram os melhores resultados em termos de geração de emprego. Os estabelecimentos com até quatro trabalhadores tiveram saldo positivo de 301 novos postos, crescimento de 104,76% sobre igual período de 2007, representando 65,43% do saldo total de abril. “Já as empresas com quadro de funcionários a partir de 1000 trabalhadores apresentaram queda expressiva na oferta de vagas, saindo de 747 em abril de 2007 para apenas 42 no mesmo período do ano subseqüente”, explica a secretária.

Segundo os níveis de rendimentos, a oferta de novos postos de trabalho em abril está concentrada na faixa que vai 1,01 até 3 salários mínimos, sendo, em termos relativos, 26,96% maior que o saldo total obtido no mês. “Já no acumulado de maio a abril de 2007 e 2008, as ofertas de trabalho com rendimentos entre 1,01 e 1,5 salários responderam pela criação de 4.757 novos empregos, ou seja, 49,67% das contratações para o período”, completa.

Além disso, verifique

Auxiliar de Almoxarife – Osasco, SP

Desejável conhecimento em Excel, imprescindível ter curso para Operador de Empilhadeira; Atuará no almoxarifado de peças com o processo de recebimento,... R$ 1.001 - R$ 2.000 por mês
De Curriculum.com.br - Mon, 03 Apr 2017 14:44:28 GMT - Visualizar todas as empregos: Osasco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.