Início / Saúde / Mais de 300 pessoas participam de encontro sobre Tuberculose em Osasco

Mais de 300 pessoas participam de encontro sobre Tuberculose em Osasco

Na sexta-feira, 19 de agosto, Osasco sediou a capacitação “Atualização sobre o tratamento de infecção latente de tuberculose (TB)” para profissionais da área da saúde da região. O encontro aconteceu no Centro Municipal de Formação Continuada dos Profissionais da Educação e contou com cerca de 300 participantes de 15 municípios.

Organizado pelo Grupo Técnico de Vigilância Epidemiológica de Osasco e pela coordenação do Programa de Tuberculose dos municípios envolvidos, o treinamento contou com palestra do médico pneumologista da Divisão de TB do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde de SP, Sidney Bombarda, que falou sobre a doença, detecção precoce e formas de tratamento.

Bombarda alertou para os principais sintomas da tuberculose, como tosse (por mais de 15 dias), febre, suores noturnos, falta de apetite, emagrecimento, cansaço fácil e dificuldade respiratória. “A tosse, sintoma comum, muitas vezes é negligenciada, por isso nós, profissionais de saúde, devemos nos atentar a mais a este indicativo”, aconselhou.

O diagnóstico pode ser confirmado com exames simples e acessíveis, como a radiografia de tórax, teste tuberculínico com derivado de proteína purificada (PPD) e baciloscopia de escarro (BK). Já o tratamento é feito com medicamentos que não podem ser interrompidos até a alta do paciente, caso contrário, as bactérias podem ficar resistentes, tornando a cura muito mais difícil. Em Osasco há também o tratamento supervisionado, que consiste na observação do profissional de saúde na tomada da medicação, sendo ofertados incentivos aos pacientes participantes deste compromisso de chegar à cura.

Mirtes Aparecida Fabricante, médica e diretora de Saúde Pública de Osasco, comentou sobre a importância da detecção rápida dos casos, tratamento e cura dos pacientes com a enfermidade para a promoção do rompimento da cadeia de transmissão. “É fundamental que o paciente procure seu médico quando apresentar tosse por mais de 15 dias, a fim de contribuir para um diagnóstico precoce”, frisou.

De acordo com Gelso de Lima, secretário de saúde de Osasco, uma das prioridades da atual gestão é o combater a doença. “A Secretaria de Saúde de Osasco, visando o combate permanente da doença, se mantém vigilante e empenhada na realização de busca ativa de casos, colhendo exames, investigando a incidência de tosse e capacitando seus profissionais, no entanto, é necessário um maior envolvimento da sociedade no combate à doença”, concluiu.

Além disso, verifique

Osasco realiza Fórum de Saúde Mental

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretária da Saúde, promoveu no dia 22 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.