Início / Geral / Marcha de prefeito de Porto Feliz contra presídio passa por Osasco

Marcha de prefeito de Porto Feliz contra presídio passa por Osasco

marcha-de-prefeito-de-porto-feliz-1-osascoCom o objetivo de sensibilizar o governador José Serra, e entregar a ele um abaixo-assinado com mais de 15 mil assinaturas contra a instalação de uma unidade prisional no município de Porto Feliz (118 km de São Paulo), o prefeito da cidade, Cláudio Maffei, iniciou no último domingo 24, uma marcha rumo ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado. O grupo formado por Maffei, o vice-prefeito Júlio Bronze, o diretor de Manutenção e Transporte, Sandro Marcelo Bronze e o vereador Roberto Grandão, deverá percorrer até hoje, 27, cerca de 132 km à pé.

Na noite de terça-feira, 26, Maffei e sua equipe deram uma pausa na jornada para pernoitar na cidade de Osasco. Eles jantaram e se alojaram na Praça de Esportes Armando Sá Ressurreição. Na oportunidade, foram recebidos pelo prefeito Emidio de Souza, que se solidarizou à causa dos portofelicenses. “Já passamos por uma situação semelhante em Osasco, quando o Governo do Estado decidiu construir duas unidades da Febem em área de preservação ambiental, próxima ao Rodoanel. Com a união de esforços, conseguimos paralizar as obras. Por isso nos solidarizamos com o prefeito Cláudio Maffei, que não está sozinho nessa luta”, disse

marcha-de-prefeito-de-porto-feliz-2-osascoEm Osasco, o prefeito de Porto Feliz recebeu ainda o apoio dos depuados estaduais Vanderlei Siraque, Marcos Martins e Hamilton Pereira; da representante do MEC/SP, Iara Bernardi; e do presidente estadual do PT de São Paulo, Edinho Silva. Durante o encontro, foram discutidos temas ligados ao sistema prisional no Estado de São Paulo, como a superlotação e o estado precário das unidades. “O Estado vem tentando fazer a interiorização da violência, tentando levar presídios para cidades pacatas. É preciso discutir e buscar soluções viáveis para o sistema carcerário”, destacou o prefeito Emidio de Souza.

Maffei destacou que iniciou a caminhada depois de ter esgotadas as negociações técnicas com o Governo do Estado contra a instalação do presídidio. “Porto Feliz não tem estrutura para comportar um presídio, que com certeza trará uma vulnerabilidade social muito grande. Nossa cidade tem uma característica turística muito forte. O povo precisa de escola, e não de presídios”, disse.

Além disso, verifique

Prefeito Jorge Lapas cria canal permanente de diálogo com a juventude de Osasco

Em um “papo reto”, como ele mesmo classificou, com jovens da cidade, foi criada uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.