Início / Manchetes / Operação conjunta entre Prefeitura e polícias Civil e Militar inibe ação de flanelinhas no centro de Osasco

Operação conjunta entre Prefeitura e polícias Civil e Militar inibe ação de flanelinhas no centro de Osasco

140 - Romulo Fasanaro Filho (2)A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Segurança e Controle Urbano (Secontru), participou, na quarta-feira, dia 27 de fevereiro, de mais uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar. Desta vez a missão foi inibir as ações de guardadores irregulares de carro, os flanelinhas, na região central da cidade.

A operação foi iniciada às 9hs. No 5º Distrito Policial de Osasco, o delegado titular, Dr. Anderson Pires Giampaoli, conduziu os trabalhos. Já pelo lado da Polícia Militar o comando da operação foi realizado pelo o capitão da 3º Companhia do 14ª Batalhão, Keida, por parte da Guarda Civil Municipal, o comando do efetivo foi conduzido pelo inspetor Ailton.

Segundo o delegado, foram recolhidos 24 flanelinhas, que passaram por averiguação e registrados no sistema por contravenção, exercício irregular de profissão ou atividade. “Todos foram liberados e orientados para regularizarem a atividade na Delegacia Regional do Trabalho. Fornecemos até o endereço. As atividades desses flanelinhas foram suspensas. Agora, em caso de reincidência, eles serão autuados em flagrante”, explicou Giampaoli.

O secretário de Segurança e Controle Urbano de Osasco, André Santiago, informou que as operações continuarão em outros pontos da cidade. “Nossa ação é para que os motoristas sintam-se seguros ao estacionarem seus veículos e não sejam coagidos, como vem acontecendo. Não é justo o motorista pagar o estacionamento rotativo e pagar o guardador, que atua irregularmente nas ruas”, advertiu. Ele ainda afirmou que mesmo regulamentados, os guardadores não podem atuar em área de estacionamento rotativo.

Segundo o inspetor da GCM, os flanelinhas não têm responsabilidade nenhuma sobre a guarda dos veículos. Para ele, o motorista sente medo de ter o carro danificado, o que acaba obrigando aceitar a oferta do serviço. O guarda municipal ainda destacou que mesmo nos locais onde atuam os flanelinhas, acontecem os roubos e furtos de veículos. “Os flanelinhas acabam tendo informações privilegiadas sobre motos e carros estacionados em seu poder, onde podem facilitar a ação dos ladrões de veículos”, alertou.

O capitão Keida também afirmou que acontecem furtos de veículos em bolsões de estacionamentos, principalmente de motocicletas, locais onde há atuação dos flanelinhas que oferecem a guarda dos automóveis. Ele também não descarta a possibilidade de haver o envolvimento dos guardadores em alguns casos de roubos e furtos. “Eles acabam tendo o controle de chegada e saída desses veículos, o que facilita uma ação criminosa”, finalizou.

Além disso, verifique

Osasco terá heliporto com capacidade para receber metade das operações de São Paulo

Com a autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Prefeitura de Osasco, por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.