Início / Educação / Osasco lança primeiro projeto de Escola Parque do Estado de São Paulo

Osasco lança primeiro projeto de Escola Parque do Estado de São Paulo

Projeto de lei assinado pelo prefeito Emidio de Souza prevê a criação de uma Emei em um parque com 8 mil m² de área verde, que será aberto a alunos de outras unidades da rede municipal para estudos dos ecossistemas e também para a comunidade em geral

O dia 1º de abril de 2012 vai entrar para a história da Educação de Osasco. Nesta data, o prefeito Emidio de Souza assinou o projeto de lei que cria o Parque Escola do Km 18, uma iniciativa inédita, no Estado de São Paulo, que vai garantir, aos alunos da rede municipal de ensino, a chance de vivenciarem também na prática os conceitos abordados em sala de aula sobre os ecossistemas.

Para isso, a prefeitura adquiriu uma área, com 8 mil m² de muito verde, no Km 18, uma antiga chácara. No local, será implantada uma Emei (Escola Municipal de Educação Infantil), que vai substituir uma antiga escola do bairro, fechada há 2 anos, por funcionar em um prédio alugado e que não apresentava condições de abrigar uma unidade de ensino. Além disso, no mesmo local, será implantado um parque para que alunos da própria Emei e também de outras escolas da rede municipal possam vivenciar os principais ecossistemas e que será também aberto à comunidade.

A cerimônia de assinatura foi aberta com as palavras de Francisco Menezes, paisagista do projeto, que falou dos primeiros passos da iniciativa. “Fizemos inicialmente uma limpeza geral, sem interferir nas espécies, para manter o máximo possível da vegetação original”, disse.

Na sequência, foi a vez de Célia Vasgali, moradora do bairro, falar da importância do projeto. “Moro aqui há 30 anos e agradeço por essa iniciativa, que foi alvo de muita luta dos moradores, que desejavam a preservação dessa área verde”, afirmou, lendo, em seguida, um poema de sua autoria sobre a Escola Parque.

A secretária de Educação, professora Mazé Favarão, por sua vez, destacou que o novo espaço será uma área de aprendizagem e construção do conhecimento, de contato com a natureza e de pesquisa para os alunos da rede e para a comunidade, além de garantir melhor qualidade de vida à população. “Para isso, estamos, inclusive, identificando todas as espécies”, afirmou, acrescentando: “É um conceito novo de educação. Teremos vários “mundos”: o do Colono, o das Águas, o das Artes, enfim, um mundo de oportunidades para estudantes e população. É a primeira experiência paulista de Escola Parque”.

O evento contou ainda com a presença de Clara Ermelinda Michelin, filha do antigo proprietário da área, João Misegante Michelin, que abria a chácara para que as crianças do bairro, nas décadas de 70 e 80, pudessem colher jabuticabas e mangas. “Minha família viveu aqui por 40 anos. E nosso maior desejo era que essa área fosse preservada. Por isso, ficamos muito felizes quando chegamos a esse acordo com a prefeitura para transformar o local em uma Escola Parque”, afirmou.

Também presente ao evento, o vereador Valmir Prascidelli relatou que era, ao lado do prefeito Emidio de Souza e do deputado federal João Paulo Cunha, uma das crianças que brincavam no local. E salientou a importância dessa ação da prefeitura. “O que estamos fazendo aqui é preservar também a história dessa área. Tínhamos muito medo que o terreno fosse vendido para um empreendimento imobiliário e que as árvores fossem derrubadas para implantação de prédios. A Escola Parque vai garantir a preservação desse patrimônio”, disse.

Já o deputado federal João Paulo Cunha lembrou que sua família, quando chegou do Paraná em Osasco, foi morar em um imóvel vizinho à chácara. “Essa é uma poucas áreas verdes que ainda restam na cidade. Por isso, fico muito feliz por esse projeto. Não tem coisa mais agradável do que a gente trabalhar pela cidade que a gente ama”, ressaltou.

O longo trajeto entre a negociação com os proprietários, a elaboração do projeto da Escola Parque e, agora, a assinatura do projeto de lei prevendo sua criação foram lembrados, em seu discurso, pelo prefeito Emidio de Souza. “Tínhamos uma grande apreensão quanto ao futuro dessa área. E, ao mesmo tempo, tínhamos o compromisso de instalar uma nova escola aqui nessa região. Então, iniciamos essa batalha há mais de 2 anos e chegamos a esse projeto, que além de preservar toda essa área, ainda vai garantir a criação da melhor Emei de Osasco”, disse.

O evento foi finalizado com a entrega de “bottons” para pessoas da comunidade que serão os “guardiões” da Escola Parque.

Também prestigiaram o evento o deputado estadual Marcos Martins, os secretários municipais Jorge Lapas (Governo), Waldyr Ribeiro Filho (Serviços e Obras) e Gelso de Lima (Saúde), o presidente da Câmara Municipal, vereador Aluísio Pinheiro, e os vereadores Antônio Toniolo, Nelsinho, Valdomiro Ventura e Osvaldo Vergínio, dentre outras autoridades.

Além disso, verifique

Secretaria de Educação de Osasco saúda servidores para a volta às aulas

Início do ano letivo na rede municipal acontece no dia 6 de fevereiro No mês …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.