Início / Geral / Osasco realiza IV Fórum de Discussão sobre violência contra crianças e adolescentes

Osasco realiza IV Fórum de Discussão sobre violência contra crianças e adolescentes

Nos dias 17 e 18 de maio foi realizado, no Centro de Formação dos Profissionais da Educação, o IV Fórum de Discussão sobre Violência contra Crianças e Adolescentes para marcar a data do dia 18 de maio, que há 12 anos é reservado para relembrar a sociedade brasileira da importância do enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes.

O Fórum foi realizado pela Secretaria de Saúde, através de seu Núcleo de Prevenção de Violências e Promoção da Saúde (NPVPS) e do Programa Saúde do Adolescente, em parceria com a Secretaria de Assistência e Promoção Social, através do seu Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS), juntamente com a Secretaria de Educação, através de seu corpo técnico e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Durante o Fórum foram abordados temas relacionados à violência contra crianças e adolescentes, trabalho infantil, exploração sexual, ações do Conselho Tutelar, experiências exitosas do Juizado da Infância e da Juventude, atenção à Criança e Adolescente na situação de rua e entre outras situações de violência.

O Fórum contou com a presença de diversas autoridades, entre eles o secretário de Saúde, Gelso de Lima, a secretária de Assistência e Promoção Social, Patrícia Dândalo, e a secretária de Educação de Osasco, Marinalva de Oliveira, que apresentou o Programa “A Escola vai para Casa”, um projeto inovador desenvolvido no município com a assessoria da empresa Planeta Educação, cuja iniciativa colabora com a Rede de Proteção, ajudando a identificar as vulnerabilidades na Comunidade Escolar.

Segundo a secretária, o programa tem por objetivo aproximar e estreitar as relações entre professores e pais. “Para isso, agentes educacionais visitam a casa dos alunos para conhecer o ambiente familiar e a realidade de cada criança. Conversam, fazem anotações e dão dicas e conselhos aos pais no intuito de melhorar o aprendizado desses alunos na escola”, explicou.

Além disso, o encontro foi um espaço de aprendizagem que reuniu secretarias e sociedade civil que busca iniciativas e soluções com a defesa e integração do Direito da criança e adolescente.

“Esperamos que esse fórum seja permanente. É necessário que saia um encaminhamento para a organização de um Congresso Nacional Regionalizado que garanta e assegure os direitos de todas as crianças e adolescentes”, afirmou o presidente do CMDCA, Antônio Dantas.

Por que 18 de maio?

A data foi escolhida como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em homenagem à menina Araceli, que, em 1973, com apenas oito anos, foi violentada e assassinada na cidade de Vitória, no Espírito Santo. Desde então, a sociedade civil em defesa dos direitos das crianças e adolescentes promove atividades em todo o país para conscientizar a sociedade e as autoridades sobre a gravidade da violência sexual.

Além disso, verifique

Prefeito Jorge Lapas cria canal permanente de diálogo com a juventude de Osasco

Em um “papo reto”, como ele mesmo classificou, com jovens da cidade, foi criada uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.