Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Início / Campanhas / Portas fechadas dificultam mutirão contra dengue e leptospirose

Portas fechadas dificultam mutirão contra dengue e leptospirose

126-ivan-cruz-4Maior índice de resistência de moradores foi registrado nos bairros City Bussocaba e Adalgisa/Parque dos Príncipes.

O mutirão de combate à dengue e à leptospirose, realizado entre os dias 16 e 20 de março pelo Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura de Osasco, foi previamente divulgado, para que os moradores colaborassem, abrindo suas residências para as atividades da equipe formada por biólogos, veterinários e agentes de saúde, da Defesa Civil e da Guarda Municipal. No entanto, foi justamente a falta de colaboração de parte dos moradores que levou o mutirão a acumular um grande percentual de pendências.

126-ivan-cruz-7Estavam no roteiro de trabalho para este período os bairros City Bussocaba, Adalgisa/Parque dos Príncipes, Vila Yara/ Parque Continental, Campesina e Centro. Nos dois primeiros, o índice de rejeição às visitas (imóveis fechados e imóveis que se recusaram a abrir as portas) superou o índice de imóveis trabalhados. Nos três últimos, o sucesso da “força-tarefa” foi assegurado pela maior colaboração dos moradores.

O objetivo da ação é levar informações à população e buscar criadouros do Aedes Aegypti e dos ratos, não somente nas residências, estabelecimentos comerciais e empresas, mas também em pontos estratégicos, como borracharias, depósitos de reciclagens e terrenos.

De acordo com o Centro de Controle de Zoonoses, a maior preocupação que o resultado do mutirão desperta é com relação ao alto índice larvário (quantidade de larvas) observado no City Bussocaba, o que pôde ser verificado mesmo com o baixo número de imóveis trabalhados. O índice também é alto no Centro.

Diante desses resultados, a Secretaria de Saúde faz um apelo para que os moradores dêem fim à água limpa acumulada em suas casas, pois as larvas que não foram eliminadas em decorrência da impossibilidade das visitas irão eclodir nos próximos meses, tornando-se mosquitos adultos, que são os verdadeiros transmissores da dengue.

A ação da Prefeitura – Considerando os imóveis e as áreas públicas trabalhadas, o mutirão realizou desratização em 1.681 bocas de lobo, num total de cerca de 230 ruas; notificou 61 terrenos baldios; aplicou 11 kg de larvicida, 400 saches de 20 g de raticida granulado e 4.196 pedras de raticida parafinado; além de ter distribuído 3.100 folhetos informativos.

Além disso, verifique

Tributo a Clara Nunes, em nome da solidariedade

Helen Cristina e Convidados, com “Tributo a Clara Nunes” em prol do Fundo de Solidariedade, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.