Início / Moradia / Prefeito de Osasco, Emidio de Souza, fala sobre “Moradia Digna” em Seminário na Assembléia Legislativa

Prefeito de Osasco, Emidio de Souza, fala sobre “Moradia Digna” em Seminário na Assembléia Legislativa

557 Romulo Fasanaro 01Encontro foi promovido para discutir a PEC 285/08 que busca garantir recursos governamentais para o setor de habitações populares

Na terça-feira, dia 6, o prefeito Emidio de Souza participou como palestrante de uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, onde foi discutida a PEC (Proposta de Emenda Constitucional), nº 285/08, que busca garantir recursos governamentais para o setor de habitações populares no Brasil. Promovida para discutir a chamada “PEC da Moradia Digna”, a reunião contou com a presença de centenas de pessoas, representantes dos mais diversos movimentos habitacionais do estado, como também de órgãos e empresas do ramo de construção civil, como o SECOVI, SINDOSCON, FACESP e Centrais Sindicais.

557 Romulo FasanaroA audiência pública, realizada no auditório Juscelino Kubitscheck, plenário principal da Assembléia Legislativa, foi presidida pelo deputado federal Renato Amary (PMDB), que classificou a PEC como uma proposta suprapartidária, Além do prefeito Emidio de Souza, participaram da Mesa os deputados federais Paulo Teixeira (PT), Fernando Chucre (PSDB), Luiza Erundina (PSB) e Arnaldo Jardim (PPS), todos signatários da PEC, e os deputados estaduais Barros Munhoz (PSDB), presidente da Assembléia, e Simão Pedro (PT).

Todos os deputados falaram sobre a Proposta de Emenda Constitucional, destacando o seu aspecto social. A PEC necessita de um milhão de assinaturas para ser apresentada e votada no Congresso Nacional. Para tanto, ela foi discutida em audiências públicas em todas as regiões do país com apoio dos Legislativos estaduais.

A PEC destaca que, conforme os mais recentes estudos, 90% do déficit habitacional, estimado em mais de sete milhões de unidades, atinge essencialmente famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. “Considerando que os recursos disponíveis para o setor habitacional são limitados, entendemos que é imperativo a sua otimização, integrando ações das três esferas de governo – União, Estados e Municípios. Para tanto, além dos instrumentos de política nacional de habitação, já existentes, é preciso avançar na ampliação dos subsídios governamentais para as famílias sem capacidade de pagamento”, afirmam os deputados que assinam a PEC da Moradia Digna.

Após agradecer os organizadores pelo convite, o prefeito Emidio salientou a necessidade de se acabar com os improvisos em termos de políticas habitacionais, destacando o que ele encontrou na Secretaria de Habitação de Osasco ao tomar posse em seu primeiro mandato em 2005. “Não havia planejamento para nada. Apenas umas madeiras que eram oferecidas para a construção de barracos a quem procurasse a Prefeitura. Através de convênio com os governos federal e Estadual procuramos mudar esse quadro e, hoje, alem dos programas de urbanização, estamos também construindo milhares de moradias para quem realmente precisa. Essa Proposta de Emenda Constitucional é muito importante para que os programas habitacionais sejam transformados em políticas de Estado. Muitas vezes, os movimentos habitacionais são até criminalizados, o que é um absurdo. Parabéns aos organizadores e a todos vocês que estão participando desta audiência pública. Os movimentos são legítimos e representam um direito do cidadão brasileiro”, enfatizou Emdio. O secretário de Habitação de Osasco, Sérgio Gonçalves, participou também da audiência pública.

Além disso, verifique

Prefeito Jorge Lapas entrega títulos de posse no Conceição e moradias no Vicentina

Eventos em comemoração ao aniversário de Osasco realizado no sábado também incluíram outra importante conquista …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.