Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Início / Geral / Prefeito de Osasco, Emidio de Souza, prestigia lançamento, pela presidente Dilma, do programa “Brasil sem Miséria” para os Estados do

Prefeito de Osasco, Emidio de Souza, prestigia lançamento, pela presidente Dilma, do programa “Brasil sem Miséria” para os Estados do

Evento aconteceu nesta quinta-feira, no Palácio dos Bandeirantes. “Meu maior orgulho é que essa experiência toda foi muito baseada no que estamos fazendo em Osasco”, afirma o prefeito

O prefeito de Osasco, Emidio de Souza, acompanhou, na manhã desta quinta-feira, dia 18 de agosto, o lançamento, feito pela presidente Dilma Rousseff, do “Programa Brasil Sem Miséria” para os Estados do Sudeste.

O evento, realizado no Palácio dos Bandeirantes, também contou com a presença dos governadores Geraldo Alckmin, de São Paulo; Sergio Cabral, do Rio de Janeiro; Antônio Anastasia, de Minas Gerais; e Renato Casagrande, do Espírito Santo, que assinaram termos de compromisso do programa, cuja meta é retirar da extrema pobreza 16 milhões de brasileiros, dos quais 2,7 milhões no Sudeste.

Para isso, estão previstas ações de localização e cadastramento da população com renda mensal inferior a R$ 70 e que ainda não recebe benefícios sociais, de qualificação profissional e geração de trabalho, de aquisição de alimentos produzidos pela agricultura familiar e de complementação financeira do Bolsa Família.

No Sudeste, o plano federal, desenvolvido pelo Ministério do Desenvolvimento e Combate à Fome, prevê ainda mais investimentos em Educação, ações de expansão da rede de ensino técnico, a instalação de 286 unidades básicas de Saúde e o aumento do número de Centros Especializados de Referência da Assistência Social (Creas), com a criação de 86 novas unidades.

Em seu pronunciamento, a presidenta Dilma fez uma saudação especial aos prefeitos presentes, que chamou de “grandes parceiros”, e afirmou que o projeto é um grande pacto pluripartidário pela inclusão social. “Estou aqui para falar, sem subterfúgios, desse tema que ainda causa tanta tragédia por todo o planeta, que é a miséria. Ela é fruto da ausência secular de gerações e gerações do passado que não tiveram compromisso com o Brasil e nosso povo. Mas nos últimos anos não têm sido assim, porque homens e agora mulheres estão determinados a superar a pobreza extrema de nosso país. Esse problema só não é maior porque tivemos, nos anos recentes, um governo e um presidente que foram capazes de, em 8 anos, levar quase 40 milhões de brasileiros para a classe média, ou seja, uma Argentina. Essa é a herança bendita, entre tantas coisas positivas, que o governo do presidente Lula me legou. Mas é, ao mesmo tempo, nosso maior desafio. Temos a responsabilidade de avançar ainda mais”, afirmou, conclamando ainda governadores, prefeitos, senadores, deputados, vereadores e a sociedade em geral para fazerem sua parte no projeto.

Ao final do evento, o prefeito Emidio de Souza classificou o plano como um passo a mais no Bolsa Família. “É o sentido da gente continuar caminhando para fazer a inclusão produtiva e para abrir uma avenida de oportunidade para milhões de pessoas”, explicou. Ele destacou ainda que a cidade tem grande contribuição no plano. “Meu maior orgulho é que essa experiência toda foi muito baseada no que estamos fazendo em Osasco”, afirmou.

Em 2 de junho desse ano, uma experiência desenvolvida em Osasco e que abriu as portas de uma nova vida para beneficiários do programa Bolsa Família emocionou os participantes do lançamento nacional do Plano de Superação da Extrema Pobreza, também realizado pela presidente Dilma, em Brasília.

Na ocasião, Marise Alves Prazeres, moradora de Osasco de 40 anos e que se encaixava no perfil dos atendidos pelo projeto, contou sua trajetória de superação até se transformar em presidente da Cooperativa de Costureiras de Osasco. Tudo teve início quando ela começou a receber auxílio do programa Bolsa Família e conheceu o leque de oportunidades que se abre aos beneficiários do projeto por meio das ações desenvolvidas pela Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão da Prefeitura de Osasco.

Junto com outras benefíciárias, Marise foi selecionada para integrar o projeto Oficina Escola, que oferece capacitação em costura por meio da confecção de uniformes que são distribuídos gratuitamente a alunos da rede municipal de ensino de Osasco, visando fazer com que os beneficiários do programa tenham condições de caminhar com as próprias pernas.

Terminado o processo de formação, ela e outras mulheres, já formadas em costura, decidiram formar uma cooperativa. A partir daí, foram acolhidas em outro projeto da prefeitura, a Incubadora Pública de Economia Popular e Solidária, onde tiveram toda a assessoria necessária para formar um empreendimento próprio. Após mais esse processo de formação, elas se tornaram sócias da Cooperativa de Costureiras de Osasco, um empreendimento que já é independente e garantiu a Marise renda suficiente para que não precise mais do benefício do Bolsa Família.

“Nós só precisávamos de uma oportunidade. Você sempre tem que aproveitar quando surge a oportunidade, pois não é sempre que isso acontece. Hoje, de apenas uma dona de casa, estou aqui representando Osasco. Não é para qualquer um estar aqui”, afirmou, recebendo aplausos do público.

Além disso, verifique

Prefeito Jorge Lapas cria canal permanente de diálogo com a juventude de Osasco

Em um “papo reto”, como ele mesmo classificou, com jovens da cidade, foi criada uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.