Início / Saúde / Programa Antitabagismo completa dois em Osasco

Programa Antitabagismo completa dois em Osasco

Em outubro, o Programa Antitabagismo da Secretaria da Saúde de Osasco completa dois anos. Desde a sua implantação em 2009, os munícipes estão fumando cada vez menos e aumentando consideravelmente a procura pelo tratamento contra o fumo.

De acordo com o secretário de Saúde, Gelso de Lima, o programa tem como objetivo a redução de danos causados pelo consumo de qualquer tipo de fumo, como cigarros, charutos, cachimbos e narguilés. “A atual administração se empenha cada vez mais em oferecer tratamento aos munícipes que desejam parar de fumar”, destacou.

Um balanço do primeiro trimestre de 2011 aponta que, de 100 munícipes entrevistados, o maior percentual de fumantes está entre pessoas de 40 e 60 anos, que somam 70%; sendo 75% do sexo feminino. A maior parte, 34%, reside na Zona Sul de Osasco. Além disso, a média de uso é de um maço de cigarros por dia, com tempo de consumo médio de 29,06 anos.

Segundo o médico Michel Gebara, responsável pelo Programa Antitabagismo, o levantamento foi feito com base nas intervenções de tratamento promovidas pelo Programa na cidade de Osasco.

Para chegar à classificação do grau de tabagismo de cada entrevistado, ele aplicou um teste que mede a concentração de monóxido de carbono no organismo do paciente. “É uma espécie de ‘bafômetro do cigarro’. Durante a realização do levantamento tivemos uma média de 18.01 porcentagem por molécula – monóxido de carbono (PPM), enquanto o valor normal é de 0 a 7 PPMs. Portanto o resultado aponta um nível 5 vezes maior que o ideal para um não fumante”, alertou.

O médico explica que o tratamento é dividido em duas fases. Na primeira, o paciente recebe orientações com a terapia comportamental desenvolvida por profissional da área de psicologia, onde é avaliado o grau de motivação do paciente. “Alguns já param de fumar nessa etapa”, salientou.

Na segunda parte, o paciente recebe adesivos e pastilhas de nicotina, além de medicação específica para cada caso. Ao todo, o tratamento leva quatro meses, mas o fumante recebe acompanhamento para lidar com as crises de abstinência por um período de um ano. “Seguimos o protocolo de atendimento definido pelo Instituto Nacional do Câncer do Ministério da Saúde”.

SERVIÇO –

Rua da Saudade, 100, Jardim Bela Vista

Outras informações pelo telefone 2183-0750

Além disso, verifique

Osasco realiza Fórum de Saúde Mental

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretária da Saúde, promoveu no dia 22 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.