Início / Manchetes / Rede municipal de saúde de Osasco vai ganhar 15 novas unidades até o próximo ano

Rede municipal de saúde de Osasco vai ganhar 15 novas unidades até o próximo ano

São 7 novas UBSs, 2 outras já em construção, e ainda 3 UPAs, 2 USFs e o Pronto Socorro do Jardim D´Abril, que será o maior da cidade

A Saúde de Osasco apresenta inúmeros avanços em comparação à situação herdada no início da atual administração, há 6 anos. E vai dar mais um grande salto de qualidade, com a implantação de 15 novas unidades de saúde até o final do próximo ano. A ampliação da rede de atendimento foi anunciada pelo Secretário de Saúde, Gelso de Lima, durante audiência pública de prestação de contas do 4º trimestre de 2010, realizada na noite de quinta-feira, dia 7 de abril, pela Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Osasco.

Segundo ele, estão em andamento, atualmente, as obras de duas UBS (Unidades Básicas de Saúde) do Jardim Helena Maria e do Parque Palmares, além de duas UPAs 24 horas (Unidades de Pronto Atendimento), na Vila Menk e no Jardim Conceição. “Com a UBS do Parque Palmares, vamos conseguir desafogar as unidades do Veloso e do Padroeira II. Já as UPAs vão contar com serviços inéditos na cidade, como emergências odontológicas e exames que hoje não existem na rede”, detalhou o secretário, sobre os benefícios das novas unidades.

O pacote inclui ainda duas USFs (Unidades de Saúde da Família), que serão construídas em anexo às UPAs do Conceição e da Vila Menk, para reforçar o trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde. Além disso, seguem a todo vapor as obras de construção do Pronto-Socorro do Jardim D´Ábril. “Ele será o maior PS de Osasco e ainda vai contar com uma ala de cuidados para pacientes terminais, função que é de responsabilidade do Estado mas que, como não é cumprida, já vem sendo assumida pela rede municipal e agora vai contar com um espaço mais adequado”, relatou.

A prefeitura também vai construir, com recursos transferidos do governo federal por meio do PAC 2 (2ª fase do Programa de Aceleração do Crescimento) 7 novas UBSs, que vão substituir as que hoje funcionam em prédios alugados, e uma UPA 24 horas na região central. “Nosso objetivo, com essa terceira UPA, é atender o contingente de pessoas que hoje procuram o Pronto Socorro do Hospital Municipal Central Antônio Giglio. Somente no último trimestre de 2010, o PS do hospital registrou 72 mil atendimentos. São quase 25 mil pessoas por mês. E tenho certeza de que 80% deles envolviam casos em que as pessoas poderiam procurar um Pronto Atendimento. A nova UPA vai atender essa demanda e poderemos transformar nosso hospital em uma unidade de retaguarda para a rede”, completou.

Outras conquistas

Gelso também lembrou, na audiência, de outro pacote de obras na área da Saúde, que foi entregue pelo prefeito Emidio de Souza no mês de fevereiro, como parte das comemorações do aniversário da cidade. “Entregamos as reformas das UBSs do Jaguaribe e do Jardim Veloso; o Centro de Diagnósticos da Policlínica da Zona Norte, que já soma, desde então, 1,3 mil atendimentos; uma Clínica de Utrassonografia na Vila Campesina, que ampliou de 2 mil para 7 mil o total de exames que podem ser realizados na rede, atendendo plenamente sua demanda; e ainda a UTI Pediátrica do Hospital Municipal Central Antônio Giglio, que representou um imenso avanço no atendimento às nossas crianças, já que antes, quando havia um caso grave, tínhamos que solicitar vagas em hospitais de outras cidades. Hoje, não temos mais esse problema”, enumerou, salientando ainda que a implantação da UTI foi possível graças a uma emenda parlamentar do deputado estadual Marcos Martins.


Investimentos e Atendimentos

A fala do secretário Gelso aconteceu na segunda parte da audiência, na qual ele respondeu a perguntas dos vereadores e do público presente. Já na primeira etapa, o coordenador do Fundo Municipal de Saúde, Aleto José de Souza, fez uma apresentação dos investimentos e atendimentos feitos na rede municipal durante o 4º trimestre de 2010. Do total de recursos destinados à Saúde, nesse período, 82% foram oriundos da própria prefeitura, somando R$67,96 milhões no trimestre e R$241 milhões durante todo o ano passado. “Esse valor representa uma alta de 14% sobre o ano passado e ainda 28,6% do Orçamento municipal, percentual bastante acima do exigido por lei, que é de 15%”, relatou Aleto.

As transferências do governo federal somaram R$14,08 milhões no trimestre e R$58,07 milhões no ano, o que equivale a 17% dos investimentos em saúde na cidade. Já o repasse feito pelo governo do Estado, embora Osasco seja uma das maiores e mais importantes cidades paulistas, com uma população de aproximadamente 720 mil pessoas e das quais 70% são SUS dependentes, equivaleu a apenas 1% do total destinado à Saúde, somando R$1,5 milhão ao longo de 2010.

Quanto aos atendimentos referentes ao 4º trimestres do ano, foram registrados, na rede, 2,9 milhões de procedimentos ambulatoriais, 42 mil imunizações com vacinas, 122 mil ações de combate à dengue; 429 mil ações de saúde bucal, 57,7 mil atendimentos na Policlínica da zona Norte e 14,5 mil na da zona Sul; 36 mil testes de HIV, 124 mil procedimentos no Hospital Municipal Central Antônio Giglio, 1178 partos no Hospital e Maternidade Amador Aguiar, 4,9 mil atendimentos na Casa da Mulher, 4,9 mil atendimentos do Samu, 13,5 mil pelo Incor e 17 mil atividades da Vigilância Sanitária. Além disso, o PAD (Programa de Atendimento Domiciliar) manteve sob seus cuidados, durante todo o ano passado, 280 pacientes, enquanto o PACS (Programa de Agentes Comunitários de Saúde) realizou, apenas no 4º trimestre, 67 mil visitas domiciliares. “O PACS foi um dos maiores acertos da Saúde de Osasco. Estamos contando, este ano, com 418 agentes trabalhando naquilo que consideramos prioridade, que é a prevenção das doenças”, completou Gelso.

Participaram da audiência pública os vereadores Aluísio Pinheiro, presidente da Câmara Municipal; Carlos José Gaspar, presidente da Comissão de Saúde; Cláudio da Locadora, Valmir Prascidelli, líder do Prefeito na Câmara, João Gois, presidente do diretório municipal do PT e Nelson Matias. O evento também foi prestigiado por diretores, coordenadores e funcionários da Saúde.

Além disso, verifique

Prefeitura de Osasco entrega Bases Comunitárias Móveis

Nesta quarta-feira, 5, às 11 horas, o prefeito de Osasco, Emidio de Souza, entrega para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.