Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Início / Educação / Secretaria de Educação de Osasco promove formações para profissionais da área

Secretaria de Educação de Osasco promove formações para profissionais da área

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Educação de Osasco, e a assessoria da OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) “Mais Diferenças”, promoveu entre os dias 3 e 5 de novembro, no Centro de Formação de Professores, localizado na Avenida Marechal Rondon, 263, Centro, mais uma etapa da formação “Construção do Nós”, que integra o PEI (Programa de Educação Inclusiva) e promove cursos para professores de educação básica, gestores, membros do Corpo Técnico Pedagógico e funcionários das unidades.

Os encontros têm como objetivo fazer com que os participantes reflitam sobre as práticas pedagógicas, o planejamento de ações para a inclusão de crianças e jovens estudantes com deficiência, além de ampliar o universo cultural dos profissionais da educação.

E foi com essa proposta que Professores de Desenvolvimento Infantil (PDI), que atuam nas creches da rede municipal, participaram, no último dia 4, de mais uma formação. Para a professora Rosemeire Martins, da Emef Professor Laerte José Santos, o curso trouxe uma importante troca de experiência. “A formação veio carregada de novos conhecimentos e resgate de ações importantes tanto para a vida pessoal quanto para a profissional”, revelou.

Já a professora Stela Aparecida Ferreira da Silva, da Emef Professor Luciano Felicio Biondo, destacou que o curso foi muito interessante e fez um apelo para que continue nos próximos anos. “Mostra o comprometimento da administração com os profissionais da área da educação”, disse.

Zeladores

Um dos segmentos que recebeu formação pela primeira vez foi o de zeladoria. Na atividade que aconteceu na quarta-feira, dia 3, 40 zeladores e caseiros da rede receberam um curso de reciclagem e qualificação profissional. O encontro aconteceu das 8h às 12h, também no Centro de Formação de Professores.

O curso é composto por uma série de encontros que começaram no mês de julho e se encerrarão apenas em julho de 2011. Ao todo, serão 10 encontros. Os zeladores e caseiros assistem, em média, a uma palestra por mês, com duração de quatro horas diárias, além de terem um intervalo de 1h.

Para Jayme da Silva, caseiro e zelador de uma escola no bairro Conjunto dos Metalúrgicos, esta é uma oportunidade única de fazer parte ativamente das transformações positivas dentro da escola. “Quando nos deparamos com uma criança, precisamos saber como orientá-la e como melhor cuidar dela. O curso serve para que nós funcionários nos relacionemos melhor na escola e com a sociedade. Somos também educadores, porque participamos da formação do ambiente escolar”, avaliou.

A opinião é compartilhada pelo colega de profissão Jayme da Silva, que trabalha há seis anos na EMEF Dr. José Manuel Ayres, no bairro Colinas D’Oeste, onde também mora há 26 anos e por isso afirma que, ao conhecer a rotina dos moradores, pode ajudar os filhos deles. Ele garante que essa vivência próxima com os pais das crianças ajuda no convívio escolar. “Como a gente cria laços afetivos com as crianças, temos que saber como conversar com elas e dizer o que seus pais não gostariam que elas fizessem. Temos que passar bons valores e somos capazes de propor ideias para melhorar o ambiente escolar. O zelador acaba gerando muito confiança nas famílias. Os pais levam os jovens até o portão e do lado de dentro eles nos dão a responsabilidade de cuidarmos de seus filhos Essa relação é boa, mas precisamos ter responsabilidade e conhecimento. Por isso é importante estudarmos sempre” refletiu.

Já a professora e psicóloga da Ong Mais Diferença, Priscila Collet, que debateu os temas Relacionamento e Função de cada profissional dentro do ambiente escolar, explicou que os encontros têm uma perspectiva ampla de abranger o maior número possível de educadores. “O curso acontece também com professores, inspetores, coordenadores e diretores de escola, enfim todos que estão diretamente ligados ao dia-a-dia da escola. Nos encontros, discutimos a importância de todos os educadores. Temos que construir juntos propostas e projetos para benefício dos alunos. Os cursos têm o objetivo também de empoderar esses funcionários [zeladores e caseiros] para que eles se sintam participantes do processo de desenvolvimento de construção do ambiente escolar”, esclareceu.

Incluindo pela Leitura

Desenvolver a paixão e o hábito de ler bem e com prazer é a principal meta do encontro “Incluindo pela Leitura”. Teatro de fantoche, dedoche (fantoche de dedos) e a contação de histórias e contos são apenas alguns dos mecanismos aprendidos por cerca de 25 professores nos encontros de formação profissional. Neste instante eles terão, como árduo desafio, de disseminar o conhecimento de maneira lúdica e descontraída aos estudantes nas unidades de ensino onde atuam.

Ana Cristina Penov, que dirige a biblioteca da Cemeif Professor Darci Ribeiro, no Jardim Marieta, revelou, com entusiasmo, como deverá transferir o saber adquirido no ambiente escolar. “É importantíssimo o contato com os livros. Precisamos colocar desenhos, fazer atrativos e convidar as jovens crianças para a leitura e que tenham prazer ao fazer isso. O curso nos traz muitas dicas e ideias de como podemos inovar. Temos o objetivo de criar leitores. A escola tem o dever de estimular e o trabalho do professor é oferecer ferramentas”, salientou.

Para a professora Elen Grotta, o curso tem um olhar abrangente e visa estimular todos os envolvidos no processo educacional a saberem quais são seus papéis. “A intenção é incluir as crianças, professores e comunidade no universo da leitura. Pensamos na inclusão no aspecto social. Estimulamos os educadores readaptados a contarem histórias no ambiente de trabalho e também a refletirem sobre a construção do trabalho em sociedade”, avaliou.

Segundo a secretária de Educação de Osasco, Mazé Favarão, a administração tem trabalhado no sentido correto de propiciar um ambiente de trabalho favorável aos profissionais da educação. “As ações que a Secretaria de Educação tem desenvolvido se mostram positivas e eficazes. Percebemos que o clima necessário para o bom desenvolvimento do ensino-aprendizagem está sendo construído nas unidades educacionais de Osasco. É visível também a melhoria de infra-estrutura nas reformas e adaptações que o prefeito Emidio faz nos centros de ensino na cidade”, ponderou.

De acordo com Secretaria de Educação, são mais de 400 formações para os profissionais da área educacional neste 2º semestre.

Além disso, verifique

Secretaria de Educação de Osasco saúda servidores para a volta às aulas

Início do ano letivo na rede municipal acontece no dia 6 de fevereiro No mês …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.