Início / Saúde / Secretaria de Saúde de Osasco promove Seminário de Prevenção à DST, Aids e Hepatite para educadores

Secretaria de Saúde de Osasco promove Seminário de Prevenção à DST, Aids e Hepatite para educadores

Alunos de escolas municipais, estaduais, particulares e universidades serão orientados sobre a prevenção dessas doenças

Tendo em vista intensificar as ações na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST) entre alunos jovens e adolescentes, a Prefeitura de Osasco, por meio das secretarias de Saúde e Educação, em parceria com a Diretoria Regional de Ensino do Estado de São Paulo, promoveu, no dia 26 de agosto, o Seminário de Prevenção à DST/Aids/Hepatite, voltado a educadores da cidade. O evento, que ocorreu no auditório B da UNIBAN (Universidade Bandeirantes de São Paulo) campus Osasco, reuniu cerca de 250 participantes entre diretores, coordenadores e professores do ensino público e privado.

A iniciativa busca uma parceria entre as unidades de ensino para discutir questões relativas à sexualidade e estratégia a serem adotadas para otimizar as medidas no combate à transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, uma vez que alunos jovens e adolescentes são mais vulneráveis a proliferação das doenças. Na ocasião, foi abordado também o alto índice de gravidez precoce, que atinge jovens entre 10 e 19 anos de idade.

Para a secretária do Programa DST/Aids de Osasco, Maria da Solidade, o evento busca uma liberdade para tratar o assunto dentro das escolas envolvendo não só os alunos, mas a família. “Precisamos iniciar o trabalho de prevenção com os pais de alunos, por meio de palestras. Depois trabalhar na orientação dos jovens e adolescentes”, disse. “Temos cuidado com o assunto porque, se o filho chega em casa com preservativos, os pais podem interpretar que você esta incentivando o adolescente ao sexo. Na verdade, estamos protegendo, porque na maioria dos casos, os filhos acabam praticando o sexo sem o uso do preservativo e sem que a família tenha conhecimento”, completou.

Já o coordenador do Programa SDT/Aids/Hepatite de Osasco o médico infectologista José Marcos Pereira, explicou que o Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas ocorre desde 2007, quando foi implantado pelo governo federal para levar o tema às escolas. Mas para atingir um bom resultado, depende de um grande empenho dos órgãos públicos, principalmente das Secretarias de Saúde e Educação e da Diretoria Regional da Educação do Estado, porque abrange uma grande área considerada vulnerável a essas doenças. “Os trabalhos devem acontecer de maneira urgente, afinal são adolescestes que estão sendo contaminados por doenças sexualmente transmissíveis como HIV e Hepatite” frisou.

José Marcos participou do seminário como palestrante e apresentou dados epidemiológicos do Estado de São Paulo e de Osasco, assim como as metas a serem cumpridas durante o ano de 2010.

O evento contou ainda com a palestra do educador e assistente técnico de SDT/Aids de Osasco, Lula Ramires que explanou sobre as linhas gerais do SPE (Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas).

Os participantes conheceram ainda experiência de outra cidade. O convidado Anselmo Figueiredo, que é educador do município de Piracicaba e coordenador da ONG CASVI (Centro de Apoio e Solidariedade à Vida), apresentou as experiências em educação e prevenção de DST/Aids e Hepatite, e parcerias que contribuem com o programa.

O seminário foi encerrado com debate entre os palestrantes e os participantes do evento.

Além disso, verifique

Osasco realiza Fórum de Saúde Mental

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretária da Saúde, promoveu no dia 22 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.