Início / Avisos / Crianças participam da 4ª edição da campanha “Sinal Verde para vida”

Crianças participam da 4ª edição da campanha “Sinal Verde para vida”

447-leandro-palmeira.jpgSecretaria de Serviços Municipais montou uma “escolinha de trânsito” no Osasco Plaza Shopping para atender crianças até o dia 30 de julho

A Secretaria de Serviços Municipais da Prefeitura de Osasco oferece às crianças uma opção de lazer sadia e educativa nas férias escolares. A garotada poderá visitar, até o dia 30 de julho, uma “escolinha de trânsito” montada no espaço de eventos do Osasco Plaza Shopping.

No local, a bordo de velocípedes e bicicletas, as crianças recebem orientações de guardas municipais e agentes do Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) sobre regras de trânsito, incluindo respeito aos semáforos e também dicas de segurança para andar ou atravessar vias públicas.

O projeto de educação no trânsito, que está em sua 4ª edição, é parte da campanha “Sinal Verde para a Vida” e já atendeu 30 mil crianças. Realizada pela secretaria, envolve uma série de medidas para ampliar a segurança no trânsito da cidade e reduzir os acidentes.

Na tarde de segunda-feira, dia 7 de julho, o secretário de Serviços Municipais, Luciano Jurcovichi, visitou a escolinha. “O objetivo do programa é fazer com que as crianças se abtuem com o trânsito da cidade e levem as informações para seus pais. E o mais importante é que essas crianças entendam que os ciclistas também têm que respeitar algumas regras de trânsito”, afirmou.

O superintendente do Osasco Plaza Shopping, David Rocha, também ressaltou a importância da campanha no local. “No espaço de eventos do Osasco Plaza Shopping agregamos uma grande parte da população, por isso é importante um evento de cunho didático como esse. As crianças buscam a participação e os pais vendo os filhos sendo educados no trânsito acaba assimilando a importância da educação no trânsito”.

Além disso, verifique

22,5% da população de São Paulo consomem doces em excesso

Índice está acima da médica nacional, segundo pesquisa do Ministério da Saúde que alerta para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.