Início / Eventos / Em sua primeira edição, Parada do Orgulho GLBT de Osasco leva 10 mil pessoas às ruas

Em sua primeira edição, Parada do Orgulho GLBT de Osasco leva 10 mil pessoas às ruas

A primeira vez a gente nunca esquece, ainda mais se for boa. A 1ª Parada do Orgulho GLBT de Osasco, realizada no domingo, 8, promete trazer ótimas lembranças aos organizadores e aos participantes. Com o tema “Educação, pois só com ela acabamos com a homofobia”, o evento atraiu cerca de 10 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, (13 mil, segundo os organizadores) às ruas da cidade e transcorreu sem problemas graves. Para um município com 701.012 habitantes, conforme censo do IBGE em 2007, levar esse número de gente para a rua significa sucesso e dever cumprido.

A concentração começou ao meio-dia, na Praça Antonio Menck, e seguiu pelo centro da cidade até chegar à Avenida dos Autonomistas. Cinco trios elétricos animavam os participantes com, é claro, muito bate-cabelo, deliciosos gogo-boys e montadíssimas drag queens. No primeiro carro, os organizadores não economizaram no fôlego para gritar ao microfone a garantia de seus direitos. “Somos iguais a todos, só queremos respeito”, diziam.

Em frente à Praça da Padroeira, mais uma reivindicação: os organizadores cobraram das autoridades policiais mais proteção aos gays que se encontram no lugar. Ataques de skinheads têm se tornado freqüentes ali, deixando a comunidade LGBTI de Osasco assustada. Na região onde haviam hospitais, a Parada mostrou respeito e abaixou o volume do som dos carros para não incomodar os pacientes. “Temos que respeitar para sermos respeitados. Temos educação e somos cidadãos conscientes”, ouvia-se.

Foi nesse momento que o evento teve um de seus momentos mais chatos. Após um desentendimento com a organização, os donos do trio do Rainbow Club decidiram retirar o carro da passeata alegando que foram desrespeitados e discriminados pela organização da Parada.

O trajeto foi tranqüilo e não registrou grandes problemas como brigas, assaltos e depredação dos lugares por onde as milhares de pessoas passaram. A impressão que fica é que a Parada de Osasco foi vista por muita gente da cidade como uma festa, uma oportunidade de se divertir de graça na tarde de domingo, não muito agitada em fins de semana sem um evento assim.

Fonte = Mix Brasil Por Hélio Filho

Além disso, verifique

22,5% da população de São Paulo consomem doces em excesso

Índice está acima da médica nacional, segundo pesquisa do Ministério da Saúde que alerta para …

2 Comentários

  1. oi, sou o organizador da 2ª parada gay de Carapicuiba , gostaria de pedir que me ajudem a divulgar nosso evento que será realizado no dia 31/08/08 ás 14:00hs no centro da cidade de Carapicuiba em frente ao bar gay Rainbow club , conto com vcs …

    obrigado

    Rodrigo presidente da Secretaria glbttt do pdt de Carapicuiba

  2. BRUNO ANDRADE BENEDICTO

    GOSTARIA QUE O ATUAL PRESIDENTE DA GLBT DE OSASCO ENTRA-SE EM CONTATO POR EMAIL POIS TENHO GRANDES ESCLARECIMENTOS A SER FEITO SENDO QUE JÁ FOI LEVADO AS AUTORIDADES DO FORUM DA GLBTT DE SÃO PAULO GRATO DESDE JÁ EX- VICE – PRESIDENTE DA GLBT DE OSASCO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.