Início / Manchetes / Empreendimentos de Economia Solidária se tornam empresas independentes em Osasco

Empreendimentos de Economia Solidária se tornam empresas independentes em Osasco

Beneficiados pelas políticas públicas voltadas à Economia Solidária da Prefeitura, empreendedores receberam do prefeito Emidio seus Certificados de Graduação

Na sexta-feira, dia 18, a cidade de Osasco deu mais um salto de qualidade em suas políticas públicas de inclusão social, que já se tornaram exemplos para outras cidades. Com a presença do prefeito Emidio de Souza, representantes do governo federal, secretários municipais, vereadores e representantes dos mais diversos segmentos sociais, foi realizada no Teatro Municipal de Osasco, a cerimônia de Graduação dos Empreendimentos Econômicos Solidários, que a partir de agora se tornam empresas independentes do poder publico.

No total, sete empreendimentos representando vários ramos de atividades foram graduados. Além do prefeito Emidio, a mesa contou com as presenças da titular da SDTI (Secretaria do Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão), Dulce Helena Cazzuni; do vereador Aluisio Pinheiro, presidente da Câmara Municipal, Fábio Bechara Sanchez, secretário adjunto da Secretaria Nacional de Economia Solidária; Irma Passoni, do ITS (Instituto de Tecnologia Social); e demais autoridades.

A coordenadora do Programa Osasco Solidária, Sandra Praxedes, e Dario Bendas, um dos empresários graduados, fizeram uma apresentação descontraída de todas as etapas do Programa, desde os primeiros estudos para a implantação de políticas voltadas à Economia Solidária, passando pelo cadastramento e treinamento dos empreendedores, até agora, quando eles recebem esses Certificados, conferindo-lhes a habilitação para andarem com as próprias pernas. Na ocasião, o prefeito Emidio assinou também o termo de criação do Fundo Municipal de Desenvolvimento e Inclusão Produtiva, cuja meta é providenciar recursos e incentivos para as empresas de Economia Solidária.

No total, foram sete empreendimentos graduados: Pão Sol, do ramo alimentício; Tendarte – Artesanatos e Brinquedos; As Meninas do Quilombo – Buffet; Tramalisa – Confecção Feminina; Camafeu Dourado – Buffet e Comércio de Alimentos; Cooperativa de Costura de Osasco; e o empreendimento cultural Boca de Pano, formado por artistas de Osasco.

Novos rumos

O programa Osasco Solidária é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Osasco e o ITS Brasil, iniciada em 2006, com o objetivo de fomentar a Economia Solidária e favorecer o Desenvolvimento Local Participativo por meio de capacitação e incubação de empreendimentos solidários, desenvolvimento e disponibilização de Tecnologias Sociais, fomento à organização de redes solidárias de produção, consumo e comercialização, apoio ao desenvolvimento de pesquisa, inovação e apropriação de tecnologias nas unidades produtivas.

A incubação de empreendimentos populares e solidários faz parte do Programa Osasco Solidária, que integra a política de geração de trabalho e renda da Secretaria de Desenvolvimento Trabalho e Inclusão da Prefeitura Municipal de Osasco (SDTI/PMO).

Trata-se de uma estratégia vinculada aos programas de transferência de renda municipais, estaduais e federais – entre os quais estão o Bolsa Família, o Renda Mínima e o Renda Cidadã –, que visa oferecer formação e capacitação aos cidadãos do município de Osasco que se encontram em situação de pobreza para se organizarem e buscarem alternativas eficazes de geração de trabalho e renda, contribuindo para sua emancipação, de forma sustentada e continuada.

Ao falar sobre o evento, o prefeito Emidio de Souza destacou a importância dele na vida dessas famílias que antes dependiam exclusivamente do auxílio do poder público, mas que agora poderão ter e gerir o seu próprio negócio. “Para nós, a economia não e esse capital excludente como sempre tivemos no Brasil. É um outro conceito e, em vez da competição desenfreada, procuramos implantar a solidariedade, onde as pessoas são capacitadas, criam as suas empresas e se ajudam mutuamente. Criamos também o Fundo Municipal de Desenvolvimento e Inclusão Produtiva, que terá recursos próprios, com o objetivo de ajudar essas empresas solidárias. Toda empresa que vender determinado produto para a Prefeitura recolherá um percentual, em torno de 1, 5%, para a Economia Solidária”, disse Emidio.

Além disso, verifique

Prefeitura de Osasco entrega Bases Comunitárias Móveis

Nesta quarta-feira, 5, às 11 horas, o prefeito de Osasco, Emidio de Souza, entrega para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.