Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Início / Geral / Osasco premia estudante do projeto…

Osasco premia estudante do projeto…

Ação é uma parceria da Prefeitura de Osasco e concessionária CCR Via Oeste. Projeto piloto transforma realidade de estudantes, busca mudança de comportamento e estímulo de agentes multiplicadores de conhecimento

“Senhor motorista, eu quero falar que quando estiver dirigindo, por favor, não beba e também não use o celular ao dirigir. Ande sempre com calma e devagar. Não dirija em alta velocidade. Esta carta é muito importante e não jogue fora”. Parece uma mensagem simples, não? Mas imagine então, você, motorista recebendo esta carta com informações aparentemente básicas, porém repleta de razão e significados.

O trecho acima é uma cartinha escrita, na íntegra, pelo jovem Victor Williams, estudante de 10 anos da EMEF Zuleika Gonçalves Mendes, escola localizada no bairro Recanto das Rosas, em Osasco. Victor, do 5º ano, e mais 150 estudante da EMEF – entre eles também alunos do 4º ano – participam de um projeto piloto “Educação para o Trânsito” desenvolvido exclusivamente nesta unidade pela concessionária CCR Via Oeste, empresa responsável por administrar o trecho da rodovia Rodoanel, que fica próximo à escola de Victor. A concessionária tem parceria com a Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana (Setran) de Osasco e o projeto tem como objetivo orientar as crianças sobre formas de educação no trânsito.

Este é o primeiro ano do projeto em que os jovens recebem apostilas, assistem a palestras, peças de teatro e contam também com a supervisão de profissionais diretamente ligados à segurança no trânsito, que fornecem informações e disseminam o conhecimento acerca do assunto. Vale lembrar que Osasco possui legislação municipal (4.340/09) em vigor desde 2009 determinando que o ensino de educação para o trânsito seja ministrado de maneira transversal nas escolas municipais, fato que já vem ocorrendo paralelamente ao projeto.

Victor não esquecerá jamais a homenagem recebida na tarde de quarta-feira, 26 de setembro, quando recebeu uma resposta para a cartinha endereçada a um motorista pedindo para que ele tenha cautela no trânsito.

A professora da EMEF, Elaine Siqueira, coordenadora pedagógica, explica que o projeto é desenvolvido desde agosto, mas para quem pensa que o espaço de tempo é muito curto há mesmo assim muita produtividade dos jovens até dezembro, quando se encerra parte do projeto, que ainda aborda temáticas, como: sinalização de trânsito, postura do motorista e pedestre, apresentação da educação no trânsito para pais e familiares, regras de convivência no trânsito, dentre outros. “Uma das atividades que desenvolvemos é a escrita da cartinha ao motorista e procuramos sensibilizar motoristas e estimular a mudança de comportamento do condutor, tal como controle de velocidade e valorização da vida e de si próprio. O aluno percebe o apelo emocional, mas quer, sobretudo, ver a carta respondida, como foi a do Victor, a primeira a ser respondida no projeto, por isso a premiação”, disse.

A coordenadora aprofunda ainda mais a discussão. “Procuramos estimular a participação da criança e mostrar que a proposta do projeto dá resultado e outros motoristas responderão. A educação para o trânsito é fundamental não apenas para as crianças, mas para toda a comunidade no entorno. A carência de informações é grande e com parcerias e o estímulo de agentes multiplicadores podemos melhorar o ambiente onde vivemos”, avaliou. “Ao longo do projeto nossos professores recebem orientação e treinamento para trabalhar com as crianças em sala de aula. Os teatros itinerantes são encantadores porque as crianças vivenciam melhor as experiências reais no trânsito”, completou.

Elaine esclarece que funcionários da concessionária CCR Via Oeste ao receberem as cartas dos estudantes fazem uma triagem do material e encaminham ofício para que a Setran responda os questionamentos dos estudantes com aval técnico-pedagógico.

Durante a premiação, o secretário adjunto de Transportes e Mobilidade Urbana de Osasco, Oscar Buturi, convidou os estudantes para um bate-papo e perguntou se eles se informavam pelos veículos de comunicação sobre o trânsito. Ele ainda estabeleceu uma relação lúdica com desenhos animados para se aproximar dos jovens. “O projeto ajuda muito a prefeitura porque cuida da formação de cidadãos conscientes e responsáveis de seus deveres desde jovens com a possibilidade deles influenciarem positivamente adultos”, comentou. Oscar ainda ressaltou, de maneira descontraída, a importância de atravessar na faixa de pedestres e ouvir conselhos dos pais.

O jovem premiado Victor também deixou sua mensagem. Embora tímido, ele se arriscou em breves palavras. “Obrigado aos meus amigos, professores e pais. Estou muito nervoso gente, mas quero agradecer muito por tudo o que aprendi”, disse, com um papel nas mãos trêmulas e olhar ligeiramente assustado, todavia genuíno e contente com o momento.

A professora de Victor, Karla Abreu, visivelmente emocionada, retribuiu os agradecimentos. “Já colhemos bons frutos com este projeto piloto, mas cujo sucesso se deve ao incentivo da direção, a gestão escolar e todos os envolvidos, bem como a prefeitura em todos seus segmentos participantes. Nós, professores, nos dedicamos porque acreditamos no trabalho transformador social em que um trabalho desenvolvido com dedicação, competência, profissionalismo e comprometimento resultam em boas ações comunitárias”, disse.

Os pais de Victor, Priscila Oliveira e Edivaldo da Silva Soares, também se sensibilizaram com a iniciativa. “Procuramos passar para nossos filhos, em casa, boas lições sobre o trânsito. Ficamos preocupados com acidentes nas ruas, mas vemos que tem um trabalho muito sério sendo feito na escola. Fiquei maravilhado quando minha esposa me disse que o Victor receberia uma homenagem. Se todas as escolas trabalhassem o trânsito como Osasco, os casos de acidentes se reduziram muito em todo lugar. O Victor nunca mais vai esquecer este momento, tenho certeza. Estamos muito orgulhosos pelo nosso filho, mas contentes por saber que todas as crianças são educadas em um ambiente saudável e cheio de importantes formas de conhecimento”, revelou Edivaldo.

As crianças ainda tiraram fotos nas motos com os agentes de trânsito do Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) Fernando e Henrique. Eles aproveitaram para esclarecer dúvidas sobre fiscalização e aplicação de multas. Victor foi presenteado com um livro sobre Educação para o Trânsito, editado pela administração municipal, e uma camiseta do Setran com a mensagem “Paz no Trânsito”. Foram realizados também sorteios de duas outras camisetas para os estudantes.

Por fim, a tarefa de responder a carta do jovem estudante ficou para o secretário Oscar, que, educadamente, mandou seu recado. “Caro Victor, obrigado por suas recomendações. Vou me lembrar sempre delas e serei um bom e responsável motorista. Parabéns pela sua postura e por ser um aluno consciente. Fale sempre com seus amigos, com sua família e com as pessoas que estão perto de você para serem bons motoristas. O mundo fica sempre melhor quando fazemos a nossa parte e cada um faz a sua. Tenho certeza de que você será um bom motorista”, responde o gestor ao jovem, que perspicaz sorri e agradece satisfeito.

Além disso, verifique

Prefeito Jorge Lapas cria canal permanente de diálogo com a juventude de Osasco

Em um “papo reto”, como ele mesmo classificou, com jovens da cidade, foi criada uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.