Início / Geral / Projeto da SAPS leva arte aos moradores de rua de Osasco

Projeto da SAPS leva arte aos moradores de rua de Osasco

Na primeira fase, representantes do Museu Lasar Segall foram ao Centro POP e propuseram atividades aos frequentadores. A seguir, um dia será marcado para eles visitarem o museu.

Na tarde de 10 de maio, o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) do Jardim Piratininga, coordenado pela Secretaria de Assistência e Promoção Social de Osasco, recebeu a visita de representantes do Museu Lasar Segall e de um artista argentino que faz intervenções urbanas, Leandro, que desenvolveram, junto aos frequentadores do centro, uma atividade lúdica chamada “Meu Museu Pessoal – Poesia no Cotidiano”. A ideia é resgatar a autoestima dos moradores de rua por meio da arte.

As representantes do Museu Lasar Segall, Ana Luisa Nossar e Marina Herling conversaram com os usuários do Centro Pop e propuseram uma atividade: cada um deveria construir seu próprio museu. A escolha do acervo e como expor os objetos seria uma decisão individual. “Este é um procedimento comum em museus. Com isso, estabelecemos um diálogo com base nas questões ‘o que é um museu’ e ‘o que é arte’”, resumiu Ana Luisa.

“O exercício é a primeira parte de um processo de levar o museu até as pessoas e mostrar que a arte é acessível a todos”, explicou o educador do centro, Orlando Coelho. Ele é responsável pela parceria com museus, e já levou os usuários do centro ao Museu da Arte Brasileira e ao Museu Afro-Brasileiro. “Sou conhecido por eles como ‘o homem dos passeios’”, conta ele, que os acompanhará, em breve, ao Museu Lasar Segall.

“A arte tem muito a contribuir. É um estímulo e uma terapia, ao mesmo tempo: por meio de atividades artísticas conseguimos dialogar com eles através de uma outra linguagem, e conseguimos incentivá-los a se apropriar de espaços públicos por meio da arte”, explicou Carla Germano, coordenadora do Centro POP.

“No Centro POP procuramos despertar, por meio da arte e da música, a vontade de essas pessoas se reerguerem e saírem da situação de rua. Temos oficinas, o Movimento de Alfabetização de Adultos (Mova), em parceria com a Secretaria de Educação, aulas de educação física, em parceria com a Secretaria de Saúde, e grupos que discutem cidadania, sustentabilidade e outros temas”, completou.

Sobre o Centro POP

Inaugurado em 2008, o centro funciona como um complemento aos albergues: além das oficinas, são oferecidos auxílio técnico e psicológico e alimentação. O funcionamento é diário, entre 8h e 17h.

Mais informações: Secretaria de Assistência e Promoção Social

Telefone: 2183-6700

Além disso, verifique

Prefeito Jorge Lapas cria canal permanente de diálogo com a juventude de Osasco

Em um “papo reto”, como ele mesmo classificou, com jovens da cidade, foi criada uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.