Início / Cidadania / Secretaria de Saúde promove oficina de pipas

Secretaria de Saúde promove oficina de pipas

Secretaria de Saúde promove oficina de pipasA Prefeitura de Osasco, por intermédio da Secretaria de Saúde, promoveu no último sábado, dia 7 de junho, a primeira Oficina de Pipas de Osasco. Foi um evento marcado pela expressiva participação popular, aproximadamente 2.700 pessoas, e também pela forma descontraída de desenvolver a promoção da saúde.O evento aconteceu no SESI Piratininga, entre 8h e 12h, e contou com a colaboração dos Agentes Comunitários de Saúde na organização e orientação da Oficina de Pipas. Os participantes foram orientados na confecção de suas pipas e receberam o material e as produziram. No final do evento, todos foram empinar suas pipas formando no céu de Osasco a tão esperada “Revoada Saudável”.

Foram várias participações importantes, como por exemplo, o DEMUTRAN – Departamento Municipal de Trânsito, que levou uma pista para orientação sobre trânsito, equipes da Secretaria de Esportes, na descontração e integração dos participantes; a Secretaria do Meio Ambiente, distribuindo mudas de árvores; a Eletropaulo orientando sobre os perigos de soltar pipas próximo a rede elétrica; a equipe de vôlei Finasa, incentivando a garotada sobre a prática de exercícios; o próprio SESI, montando a cabana do ciclo da água explicando o seu uso racional e os riscos sobre poluição, além de levar grupos de Kung Fu e roda de capoeira.

“Foi uma brincadeira saudável”, salientou a diretora do Departamento de Saúde Pública e uma das organizadoras, Jaqueline De Pascalli, que disse ser esta a melhor maneira de saber e entender o que é promoção da saúde. “Brincar é muito bom, com saúde e segurança, melhor ainda”, complementa.

Foi acreditando na importância desse tipo de evento que a diretora Jaqueline entregou um artigo para reflexão, que segue abaixo.

Secretaria de Saúde promove oficina de pipasUma nova atitude frente à saúde

É muito sábia a máxima popular “prevenir é melhor que remediar”. Infelizmente, na prática, ela não é levada a sério. Muitos vivem pondo a própria vida em risco confiando na sorte, ou acreditando que os serviços de saúde estão aí, caso necessite. É a prática de se valer do Pronto-Socorro.

A Secretaria de Saúde, com o PACS (Programa de Agentes Comunitários de Saúde), pretende alterar essa realidade. Sua principal preocupação é a Promoção da Saúde, batalhando pela recuperação do ambiente e pela mudança de hábitos, diminuindo a possibilidade de surgimento das doenças.

Com a finalidade de gerar um movimento de reflexão sobre esse tema, o PACS está promovendo este evento, a 1ª Oficina de Pipas de Osasco – Revoar Saudável.

Este evento, revestido da característica de lazer, proporcionando uma integração pais-filhos, além de chamar a atenção para três pontos fortemente ligados à questão da prevenção de acidentes e da violência, que ocupam o 2º lugar entre as causas de morte no Brasil. O primeiro ponto é a falta de espaços adequados para o lazer, obrigando as crianças a brincarem com seus pipas nas lajes sem proteção de suas casas, sujeitando-se a quedas e traumas graves. O segundo é a questão do perigo representado pela presença de rede de alta tensão que é a fonte de enorme risco de acidente pela imprudência dos pipeiros. O terceiro, o mais sério, diz respeito ao emprego do cerol. É uma demonstração de violência contra o próximo, uma disputa sem sentido, reflexo de uma sociedade competitiva e sem solidariedade. Não bastasse essa simbologia, o cerol tem sido responsável por muitos acidentes graves e até fatais, pelas lesões que produzem, em particular, nos usuários de motos.

Como estamos prestes a entrar no período de férias escolares, este é o momento certo para essa reflexão. Acreditamos que este não é apenas um evento, mas uma oportunidade para que os participantes pensem na melhor maneira de promover sua própria saúde, organizando-se para auxiliar o poder público a prover condições e espaços adequados para atividades saudáveis que elevam a qualidade de vida.

O PACS – Osasco tem o firme propósito de se tornar uma alternativa eficaz e eficiente para dar à população de Osasco a saúde a que ela tem direito.

Assessoria de Comunicação

Fernando Carlos Tozi

Além disso, verifique

22,5% da população de São Paulo consomem doces em excesso

Índice está acima da médica nacional, segundo pesquisa do Ministério da Saúde que alerta para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.