Início / Manchetes / Secretaria de Saúde reorganiza sistema para ampliar serviço de atenção básica

Secretaria de Saúde reorganiza sistema para ampliar serviço de atenção básica

187-ivan-cruz-41Secretário de Saúde, Gelso de Lima, concedeu entrevista coletiva na quinta-feira, dia 7, para comunicar as mudanças

Com o objetivo de priorizar e ampliar o serviço de atenção básica no município, a Secretaria de Saúde de Osasco inicia uma reorganização em sua rede de atendimento. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira, dia 7, pelo secretário Gelso de Lima, em entrevista coletiva realizada no Anfiteatro do Hospital Antonio Giglio, no Centro. Ele explicou que o serviço público de saúde de Osasco está se voltando para o conceito de “tratar a saúde do munícipe, e não somente a doença”, e isso se traduz na prioridade ao serviço de atenção básica.

De acordo com Gelso, que concedeu a entrevista acompanhado pelo vice-prefeito e presidente da FITO Faisal Cury, pelos superintendentes de unidades de saúde de Osasco, Egidio Malagoli Neto (Maternidade Amador Aguiar) e Vânia M. F. de Almeida Prado (Hospital Antonio Gilgio), e pelo diretor de Atenção Secundária, Evandro de Castro Ruck, a reorganização começa a ser efetuada partir de segunda-feira, dia 11, mas estará totalizada apenas no segundo semestre de 2009. Além de estudos técnicos sobre o perfil epidemiológico de cada região, a reorganização se baseia também no que preconiza o SUS (Sistema Único de Saúde), quando define que a atenção básica é a responsabilidade primeira do município.

187-ivan-cruz-51As mudanças na Saúde de Osasco preveem principalmente a ampliação do horário de atendimento das Unidades Básicas de Saúde – UBS, mais conhecidas como postos de saúde. A finalidade é vincular, cada vez mais, o paciente a uma UBS, para incentivá-lo a manter a continuidade do tratamento. A Secretaria espera, com isso, estimular o surgimento de uma nova cultura para a utilização do sistema público de saúde. “O paciente deixa para resolver no pronto-atendimento os problemas de saúde com os quais convive, tendo, muitas vezes, abandonado o tratamento contínuo. É preciso que se compreenda que pronto-socorros e postos de pronto-atendimento são unidades que se destinam somente a urgência e emergência”, disse o secretário, enfatizando que tal comportamento é prejudicial à eficiência do serviço prestado no setor.

“Temos que cuidar da saúde das pessoas de forma mais epidemiológica. O paciente com problema de saúde deve estar vinculado a uma UBS e evitar essa cultura arraigada de buscar pronto-atendimento somente quando seu quadro apresenta descompensação. Assim, ele acaba sem saber de fato como está sua situação e o quadro, que poderia se manter sob controle, tende a se agravar”, complementou.

Mudanças

Com a reorganização, as UBSs, unidades que oferecem consultas, previamente agendadas, em ginecologia, pediatria, clínica geral e odontologia, terão suas equipes ampliadas e ganharão mais um turno de atendimento, passando a funcionar das 7h às 20h. Também serão ampliados o Programa Agente Comunitário de Saúde (PACS) e o Programa de Atendimento Domiciliar (PAD), este último voltado ao tratamento de doentes acamados. Além disso, a secretaria vai adotar uma política mais agressiva na prevenção às doenças, lançando mão de uma série de campanhas em várias áreas.

Com base em estudo técnico levantado pela Secretaria, os Postos de Pronto Atendimento – PPAs (unidades de saúde que congregam atendimento de UBS e de Pronto-Atendimento) Jardim das Flores, Cidade das Flores e Ayrosa II, que funcionam 24 horas por dia, passarão a funcionar das 7h às 20h, somente como UBS. Os quadros de funcionários destas unidades serão ampliados como os das demais UBSs e ainda serão acrescidos de um médico clínico geral diarista, para atender à demanda espontânea da unidade. Além de terem o atendimento de atenção básica fortalecido, elas passarão a ser, das 20h às 7h, ponto de apoio do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). “Os estudos mostraram uma busca muito baixa por estas unidades no horário entre 20h e 7h, mas ainda assim, vamos reforçar os pronto-socorros da cidade para atender à demanda desses PPAs”, explicou o secretário.

Também faz parte da reorganização, transformar o PA do Jardim Novo Osasco na Casa da Mulher da zona Sul, com os mesmos serviços já prestados na unidade da zona Norte, como: pré-natal de alto risco, avaliação cirúrgica ginecológica, mastologia, colposcopia, vulvoscopia, biópsia ginecológica, microcirurgia e fisioterapia ginecológica para climatério e para gestante.

Já a UBS da Vila da Justiça será transformada em PPA, ou seja, continua com as funções de UBS das 7h às 20 h, e atua como Pronto Atendimento das 20h às 7h. A mudança também é resultado de estudos técnicos que apontaram grande demanda de urgência e emergência no bairro e vizinhança. De acordo com Gelso de Lima, a Secretaria planeja transformar a unidade, posteriormente, em um Pronto-Socorro, medida que depende, entre outras coisas, de uma nova sede para a UBS.

O atendimento e o horário de funcionamento dos 4 Pronto-Socorros do município, do PPA da Vila Menk e dos Pronto-Atendimentos (PAs) Ayrosa I e Jardim D’Abril continuam como estão, assim como o do PA Central, que funciona em prédio anexo ao Hospital Municipal Antônio Giglio. Embora as mudanças tenham início no dia 11, o pacote todo só estará completo no segundo semestre deste ano.

Presenças – Além de membros da imprensa local, compareceram à entrevista os vereadores Aluisio Pinheiro (líder do prefeito na Câmara), Valmir Prascidelli e João Góis; e a diretora do Departamento de Comunicação Social, Emilia Cordeiro.

BOX 1

UBS do Km 18 será transformada em Centro de Atenção ao Idoso

Para atender à grande demanda de pacientes da Terceira Idade das adjacências da UBS do Km 18, a Secretaria de Saúde de Osasco irá transformar a unidade em um Centro de Atenção ao Idoso, mudança que era prevista desde a sua criação, em dezembro de 2008. A unidade irá prestar atendimento com equipe multidisciplinar, nas áreas de geriatria, cardiologia, fisioterapia, vascular e saúde mental, oferecendo também os serviços existentes no Centro de Atenção ao Idoso Único Gallafrio, localizado em Presidente Altino. A UBS da Vila Isabel está sendo preparada para atender à demanda da unidade. A mudança acontece no segundo semestre deste ano.

BOX 2

PA Central testa nova forma de acolhimento

Entre as mudanças que objetivam elevar a qualidade e a eficiência do serviço de saúde de Osasco, está o Acolhimento em Avaliação e Classificação de Risco, projeto que objetiva humanizar e agilizar o atendimento de urgência e emergência, mediante organização do fluxo de pacientes de acordo com a gravidade de cada caso. Os casos prioritários são apontados pelo consultório de acolhimento, onde um profissional de enfermagem faz a triagem dos usuários. Assim, o atendimento é feito de acordo com as reais necessidades do paciente, e não por ordem de chegada.

O PA Central, localizado em prédio anexo do Hospital Antônio Giglio, começou a experimentar o novo procedimento em projeto piloto. De acordo com o secretário de Saúde, Gelso de Lima, o Acolhimento em Avaliação e Classificação de Risco será introduzido, em seguida, nos Pronto-Socorros do município.

BOX 3

O QUE É ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE?

É o primeiro nível de atenção à saúde adotada pelo SUS. São ações de promoção, prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação, dirigidas a populações de territórios delimitados. A atenção básica é de responsabilidade das prefeituras, conforme preconiza o SUS. É, em suma, o serviço que o município presta por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS); do Programa Agente Comunitário de Saúde (PACS), que promove visita nas residências e acompanhamento feito pelo agente de saúde; do Programa de Atendimento Domiciliar (PAD) voltado ao tratamento de doentes acamados; e das campanhas preventivas.

POR QUE REORGANIZAR O SISTEMA DE SAÚDE?

Para priorizar e ampliar o serviço de atenção básica, buscando tratar a saúde do cidadão, e não somente a doença. Quando o munícipe mantém acompanhamento de seu quadro de saúde, segue medidas preventivas e mantém os exames em dia, diminui em grande escala a probabilidade de se confrontar com a doença e suas consequências. A finalidade é vincular, cada vez mais, o paciente a uma UBS, para incentivá-lo a manter a continuidade do tratamento.

Para entender melhor:

Unidade Básica de Saúde (UBS) – unidades que oferecem consultas, previamente agendadas, em ginecologia, pediatria, clínica geral e odontologia

PA (Pronto Atendimento) – unidade que atende casos de urgência e emergência, com clínico socorrista e padiatria

PPA (Posto de Pronto Atendimento) – unidade que congrega atendimento de UBS e de Pronto-Atendimento

Além disso, verifique

Prefeitura de Osasco entrega Bases Comunitárias Móveis

Nesta quarta-feira, 5, às 11 horas, o prefeito de Osasco, Emidio de Souza, entrega para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEGURANÇA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.